Há 44 anos assassinaram no Brasil a paraguaia Soledad Barrett

Soledad lutou contra as ditaduras do Paraguai, do Uruguai e do Brasil. Foi assassinada em Recife, no dia 8 de janeiro de 1973. Foi entregada pelo cabo Anselmo, um infiltrado do regime militar nos grupos revolucionários. O Estado Brasileiro pediu desculpas recentemente pelo assassinato.