As colagens feministas de Mary Beth Edelson

  Em 1933, nascia Mary Beth Edelson em East Chicago, IN, durante a depressão econômica mais grave do mundo. Edelson nasceu em uma família de ativistas que possuíam a força e a coragem necessárias para promulgar mudanças . Nunca pareceu haver um tempo na vida de Edelson onde ela não estava focada na arte. Projetando jogos para  High School, fazendo exame de classes no Instituto … Continuar lendo As colagens feministas de Mary Beth Edelson

SOBRE A EXPOSIÇÃO HISTÓRIAS FEMINISTAS, NO MASP:

Faixa 14: “10 de Março de 1914, uma mulher anda com uma faca escondida na manga pelo National Gallery de Londres, vai até a obra “Vênus ao Espelho”, de Diego Velázquez, quebra o vidro que a protege e faz sete rasgos nas costas desnudas da deusa.” Após ouvir essa história eu pude começar a compreender aquela parede branca com molduras escuras. Tratava-se do tamanho original … Continuar lendo SOBRE A EXPOSIÇÃO HISTÓRIAS FEMINISTAS, NO MASP:

Kahtleen Hanna, Bikini Kill e o movimento Riot Grrrl

Kahtleen Hanna é uma cantora, musicista, ativista feminista e escritora de fanzine. Nascida em Portland, 12 de novembro de 1968. Hanna mudou-se com sua família para Calverton, Maryland em 1971. Devido ao trabalho de seu pai, a família mudou-se diversas vezes. Seus pais se separaram enquanto ela estava no ensino médio. Hanna começou a interessar-se em feminismo aos 9 anos, quando sua mãe a levou … Continuar lendo Kahtleen Hanna, Bikini Kill e o movimento Riot Grrrl

Rastros de Simone de Beauvoir no Brasil

    Por Daniela Lima em Blog da Boitempo: “Nem sempre houve proletários, sempre houve mulheres”. Simone de Beauvoir. Por que escrever? Por que passar esta corda pelo pescoço? Escrever é dar sem salvar nada nem ninguém. É dar sem se salvar. Por um lado, é a passar a corda pelo pescoço. Por outro, é a exigência de justiça que revela a corda que sempre … Continuar lendo Rastros de Simone de Beauvoir no Brasil

Uma aula de história: A revolução francesa e Olympe de Gouges

A Revolução Francesa foi um marco na história que influenciou o mundo todo com seus ideais. Em de 1788, quando a a Assembléia dos Três Estados, que culminaria na Revolução Francesa, foi convocada, Olympe de Gouges, aos quarenta anos, faz-se presente. Mas logo percebeu que a égalité (direitos iguais) da Revolução não incluía as mulheres no que se refere à igualdade de direitos. Pois até … Continuar lendo Uma aula de história: A revolução francesa e Olympe de Gouges

O bairro mais feminista de Campo Grande, Mato Grosso do Sul

O bairro Tarsila do Amaral, em Campo Grande, que fica próximo a saída para Cuiabá, possui 97% das ruas com nome de mulheres. As ruas de uma cidade servem para homenagear pessoas/lugares que foram ou fizeram algo importante. – Ok, sabemos que nem sempre essa justificativa é totalmente válida. Me impressiona um bairro com praticamente todas as ruas com nomes femininos, mostrando mulheres como agentes … Continuar lendo O bairro mais feminista de Campo Grande, Mato Grosso do Sul