Lygia Pape e as embalagens da Piraquê

Toda a identidade da Piraquê – embalagens dos biscoitos, massas, caminhão e logomarca – foi criada por Lygia Pape (Nova Friburgo, 1927 — 2004). A partir de 1960, atuou na Piraquê. Lygia criou o desenho de embalagens que se tornaram clássicas, como as dos biscoitos Cream Crackers, Maria e Maisena, e de quebra inventou um novo conceito para o empacotamento, depois copiado por outras indústrias … Continuar lendo Lygia Pape e as embalagens da Piraquê

Elizabeth Teixeira: símbolo de resistência.

Nascida no dia 13 de fevereiro de 1925, no município de Sapé, Paraíba, Elizabeth Teixeira é símbolo de resistência. Seu pai era fazendeiro, proprietário e comerciante. Ela frequentou a escola, mas não terminou o primário. Aprendeu a ler, escrever e dominar as quatro operações de matemática. Foi proibida de continuar os estudos, saindo da escola para trabalhar na mercearia do pai. Foi neste estabelecimento comercial … Continuar lendo Elizabeth Teixeira: símbolo de resistência.

Carolina Martuscelli Bori: uma militante psicologa

Nascida em São Paulo, no dia 4 de janeiro de 1925, filha de um imigrante italiano e mãe brasileira, tinha mais cinco irmãos. Aos seis anos, frequentava uma escola alemã. Cursou o antigo Curso Normal na Escola Caetano de Campos. Graduou-se em pedagogia pela Universidade de São Paulo (USP), em 1947. Especializou-se em Psicologia Educacional também pela USP, em 1948. A convite da Profa Annita … Continuar lendo Carolina Martuscelli Bori: uma militante psicologa

Maria Ortiz: a mulher que expulsou invasores holandeses

Maria era uma mina que morava no Espírito Santo e foi responsável pelo ataque e expulsão de corsários holandeses capitaneados pelo almirante Pieter Heyn. Filha do casal espanhol Juan Ortiz y Ortiz Carolina Davíco (ou Daríco), que chegaram na Vila de Vitória em 1601. Dois anos depois, no dia 20 de fevereiro, Maria nasceu. Perdeu a mãe aos 16 anos e, ao salvar Vitória de … Continuar lendo Maria Ortiz: a mulher que expulsou invasores holandeses

Há 44 anos assassinaram no Brasil a paraguaia Soledad Barrett

Soledad lutou contra as ditaduras do Paraguai, do Uruguai e do Brasil. Foi assassinada em Recife, no dia 8 de janeiro de 1973. Foi entregada pelo cabo Anselmo, um infiltrado do regime militar nos grupos revolucionários. O Estado Brasileiro pediu desculpas recentemente pelo assassinato. Continuar lendo Há 44 anos assassinaram no Brasil a paraguaia Soledad Barrett

14 mulheres brasileiras que fizeram história para inspirar o nome da sua filha

Originalmente publicado por Alexandre Orrico, em BuzzFeed Brasil. 1. Carmen Cantora e atriz luso-brasileira, Maria do Carmo Miranda era mais conhecida como Carmen Miranda. Em duas décadas de carreira ela lançou mais de 300 músicas, fez shows em muitos países e chegou a ser a mulher mais bem paga dos EUA. Carmen foi uma mulher forte e decidida, que desde jovem traçou o objetivo de ficar … Continuar lendo 14 mulheres brasileiras que fizeram história para inspirar o nome da sua filha