Nelita Barbosa – A escrita como forma de resistência

Conheci a história da Nelita Barroso conhecendo primeiro a sua neta, Renata Reis, que por uma super e feliz coincidência veio morar comigo, pra fazer mobilidade na UNILA. Nelita é uma mulher muito forte, que rompeu com algo historicamente proibido para as mulheres: a escrita. Escreveu sua história, se colocou como protagonista de um tempo e de uma vida. Nelita Barbosa nasceu no dia 5 … Continuar lendo Nelita Barbosa – A escrita como forma de resistência

O primeiro tarot brasileiro feito por mulher

Escrito por Damaris de Angelo, no IdeiaFixa. Elisa Riemer é artista gráfica e colagista de Paranavaí, uma cidade do Paraná, pertinho de Maringá. Trabalhando com cultura pop, festivais, músicos e no cenário de militância feminista e LGBT, recentemente a artista produziu o NOSOTRAS Tarot, seu primeiro Deck de Tarot feminino, que foi completamente viabilizado por financiamento coletivo. Inclusive, ele foi o primeiro Tarot brasileiro feito por … Continuar lendo O primeiro tarot brasileiro feito por mulher

Elizabeth Teixeira: símbolo de resistência.

Nascida no dia 13 de fevereiro de 1925, no município de Sapé, Paraíba, Elizabeth Teixeira é símbolo de resistência. Seu pai era fazendeiro, proprietário e comerciante. Ela frequentou a escola, mas não terminou o primário. Aprendeu a ler, escrever e dominar as quatro operações de matemática. Foi proibida de continuar os estudos, saindo da escola para trabalhar na mercearia do pai. Foi neste estabelecimento comercial … Continuar lendo Elizabeth Teixeira: símbolo de resistência.

Carolina Martuscelli Bori: uma militante psicologa

Nascida em São Paulo, no dia 4 de janeiro de 1925, filha de um imigrante italiano e mãe brasileira, tinha mais cinco irmãos. Aos seis anos, frequentava uma escola alemã. Cursou o antigo Curso Normal na Escola Caetano de Campos. Graduou-se em pedagogia pela Universidade de São Paulo (USP), em 1947. Especializou-se em Psicologia Educacional também pela USP, em 1948. A convite da Profa Annita … Continuar lendo Carolina Martuscelli Bori: uma militante psicologa

Maria Ortiz: a mulher que expulsou invasores holandeses

Maria era uma mina que morava no Espírito Santo e foi responsável pelo ataque e expulsão de corsários holandeses capitaneados pelo almirante Pieter Heyn. Filha do casal espanhol Juan Ortiz y Ortiz Carolina Davíco (ou Daríco), que chegaram na Vila de Vitória em 1601. Dois anos depois, no dia 20 de fevereiro, Maria nasceu. Perdeu a mãe aos 16 anos e, ao salvar Vitória de … Continuar lendo Maria Ortiz: a mulher que expulsou invasores holandeses

A primeira mulher a dirigir uma escola pública no Brasil

Com exceção das escolas mantidas por religiosas, nas escolas públicas foram os homens que por muito tempo ocuparam funções de diretores e inspetores. Esther Pedreira de Mello era baiana, da cidade de Cachoeira. Estudou na Escola Normal para ser professora primária a partir de 1897, após os exames finais realizados na 4ª escola feminina do1º Distrito, tendo sido aluna exemplar, razão pela qual foi convidada, … Continuar lendo A primeira mulher a dirigir uma escola pública no Brasil

Mercedes Baptista – A primeira bailarina negra do Teatro Municipal do Rio de Janeiro

Mercedes Ignácia da Silva Krieger, nasceu em 1921, no município de Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro. Filha de João Baptista Ribeiro e Maria Ignácia da Silva, uma família humilde que vivia do trabalho de sua mãe, que era costureira. Ainda jovem, mudou-se para a cidade do Rio, exercendo diversas atividades profissionais. Trabalhou em gráficas, fábrica de chapéus, bilheteria de cinema e também de … Continuar lendo Mercedes Baptista – A primeira bailarina negra do Teatro Municipal do Rio de Janeiro