Carmen Herrera: a artista que esperou sete décadas para ser reconhecida

Carmen nasceu em Havana, Cuba, no dia 31 de maio de 1915.

Seu pai foi fundador do jornal “El Mundo”. Sua mãe, repórter e líder de um coletivo feminista.

Aos 15 anos, Carmen começou seus estudos de pintura. Alguns anos depois, estudou em Paris, tendo contato com a arte avant-gard e com o Concretismo. Voltou para Havana, onde começou a estudar na Escola de Arquitetura. Em 1939, abandonou o curso e casou-se com Jesse Loventhal, indo morar em Nova York. Lá, Carmen cursou a Art Student League.
Entre 1951 e 1954 morou em Paris, onde participou de um salão para artistas jovens. Em 1954, voltou definitivamente a Nova York, onde vive e trabalha até hoje, com seus 101 anos de idade.

Até 2004, Carmen nunca havia comercializado qualquer obra. Aos 89 anos, entrou no mercado e foi recebida com sucesso. Sua obra está relacionada com o Expressionismo Abstrato. Teve obras adquiridas pelo MoMa, The Hirishorn Museum e Tate Gallery.
Em 2016, teve sua primeira exposição solo no Whitney Museum.

Sua história é contada no documentário “The 100 Years Show”. Ps: Tem na netflix!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s